quarta-feira, 30 de abril de 2008

Por que nós, jornalistas, somos tão queimados?





Por quê?
Por quê??
Por quê???



Diz aí...

23 comentários:

Veriana Ribeiro disse...

porque merecemos.Somos verdadeiros abrutres, seres horrivel, a escala mais baixa da cadeia alimentar.

XDD

mya disse...

damos a fuça p bater.
o resto dos seres medíocres que sempre estaum se contendo.. lógico ninguém nunca vai se lembrar mesmo

prefiro a primeira opção.

Jannice Dantas disse...

A resposta é fácil, falta profissionalismo na maioria e como diz o ditado o justo paga pelo pecador.

teddy disse...

Cara, os JORNALISTAS de verdade, são antes de tudo, admirados e respeitados, mas os "bodes" que se dizem "jornalistas" e não tem compromisso algum com este "ofício" tão (como diz o companheiro Pablo) Sensacional! São mesmo e por merecimento "queimados" e eticetera e tal!

Essa cambada de "bodes" têm mesmo é que ser jogada na fogueira e ser queimada sem dó.

Uma profissão tão influente como essa não pode ser manchada por uma "partezinha ridicula" de fuleiros que pensam ser o jornalismo algum tipo de "show de tá-lentos" só pra aparecer um pouco.

bode assado, acaba com gosto de sebo, e ninguém engole essas coisas de gosto tão indigesto.

Falei!

Marcos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aleta Dreves disse...

porquê antigamente éramos os mais boêmios que nunca pagavam as contas risos ...

Aleta Dreves disse...

discordo da Veriana ... é abutre quem quer somente ... como sempre digo para meus alunos a ética está dentro de cada um de nós e não se aprende na faculdade ... é uma soma entre discussão, textos teóricos e bagagem cultura ... é abutre e carniceiro ou chupa-cabra que quer!

Helder Júnior disse...

Mas cadê essa ética, Aleta? Cadê responsabilidade com o que se escreve? É muito ego e pouco resultado. Muito pouco mesmo. Não somos vítimas, pelo contrário. Eu vejo todo mundo caindo em cima de erros bobos e exaltando jornalistas de caráter duvidoso. Acho que erros de português são inadmissíveis, mas ainda têm conserto. No segundo caso, não. Como você disse, é abutre quem quer e ética não se aprende na faculdade. Só queria ter esperança que pessoas assim não tivessem a influência que têm...

Fred Viana disse...

Por quê são tão queimados?

Na nossa sociedade jornalistas são, no geral, os responsáveis pela veinculação de informações que deixam a sociedade a par dos acontecimentos cotidianos, os quais nos influenciam em maior ou menor intensidade.
Acredito que os jornalistas dão o "tom" a intensidade dessa influência das notícias em nossas vidas e o quanto elas interferem no meio em que vivemos.
Portanto, acredito que jornalistas são os "ritimistas" da informação que nos é trasmitida mas nem sempre o som que chega aos nosso ouvidos nos agrada.
Digo isso pois acredito que não ha informação dada sem ter uma pitada que seja de influência ou até mesmo "manipulação" de quem a profere.
Jornalistas são os responsáveis pelas informações que freqüentemente o povo toma como sendo verdadeiras.
Mas, afinal de contas, qual é a "verdadeira verdade"?! (isso é mais "pano pra manga" ou tema para novo post...).

Fred Viana disse...

Meu Deus!
Nem eu esperava escrever tanto...rs

Veriana Ribeiro disse...

Calma gente, eu estava sendo ironica. Fazendo piada com o esteriotipo.

ACho que, como em toda profissão, existe aqueles que fazem com etica, honestidade e integridade e aqueles que não o fazem. "Os abrutres".

Helder Júnior disse...

Hehehe... Entendemos sua ironia. Foi só pra dar um "gás". Giselle: uma pergunta, três repetições e uma polêmica. Hehehehe.

Silvio disse...

Informação é munição, informantes são armas... com a tradição de disparar em busca de poder, favores e destruição de outros viramos alvos... com a maldade que se tornou cada vez mais um atributo dos jornalistas, acabamos indo parar no inferno... onde somos realmente queimados.....

Marcos disse...

Para alguns jornalistas, infelizmente, falta profissionalismo, compromisso (com a profissão e com o público) e a consciência da importância do jornalismo (e do jornalista).
Desandam, pois, a "se queimar" e a "queimar" a profissão.

Mas é bom lembrar que todas as profissões sofrem - em maior ou menor grau - com a imagem negativa devida aos maus profissionais.

Golby disse...

Minha flor...
Tão nova e já tão conhecedora da dor.
O grande mal é que o jornalista, com ou sem caráter, põe a cara na tela, mesmo os que não põem. E assim, expostos, nós somos o próprio telhado de vidro, a vidraça alheia. Desde muito antigamente, o que a humanidade gosta mesmo é de que queimar as pessoas na fogueira. Mesmo (ou principalmente) as que têm razão.
É claro que uns seres aí, seja de qualquer profissão, precisam mesmo ser queimados. E quem vai riscar o fósforo? Agora, cá entre nós, quem mais queima os jornalistas são os próprios. Ou estou enganada?
Um beijo.

Jeronymo Artur disse...

porque as vezes alguns esquecem que são banhados em querosene e acendem um fósforo próximo ao corpo.

Maldito disse...

Porque a verdadeira função de um jornalista já se perdeu no tempo,...há muitas décadas...

Victor* : ] disse...

também gostaria de saber sabe..
porque será hein?
^^

Jeronymo Artur disse...

er.. porque as vezes eles prometem que vão marcar um encontro entre as árvores (ou na beira do rio) para falar do encontro de clarice e bianca, e não o fazem. hê! ;)

Samuel Bryan disse...

porque boa parte de nós tambem é um bando de filhos da puta!
simples!

assim como em toda profissão

=*

Sugestivel disse...

Malvados que o diga...rs
Como bem disse o Helder, "É muito ego e pouco resultado"

O seringueiro Voador disse...

Concordo plenamente como o Samuel...

Mas e aí...

Fabiana Mesquita disse...

Porque volta e meia o colega do lado faz uma merda! Nunca a gente...
To linkando você.
Bjos