segunda-feira, 2 de julho de 2007

O não-amor e a minha ridícula não-importância

"Ah, como eu te amei. Foi bem verdade. Ah, como eu te amei. E como eu me declarei. E como era tão ridículo. Ah, e a gente achava lindo. Não sei você. Mas eu me achava menos ridícula, amando. Me achava até lindinha, uma graça. Mas hoje eu não te amo mais. E nem me acho bonita nem ridícula. Agora, tanto faz. Não da forma banal. Mas de forma alegre. Simples. Pura. Aliviada. Sem medo de ser ridícula ou de não ser uma graça. Hoje eu não amo sem medo. Dizer que o amor dá medo não é mentira. É como se o não-amor levasse qualquer tipo de medo embora. Amor é coisa pra corajosos. E eu nem fiquei medrosa. Eu ainda pesco motivos pra confirmar a minha ridicularidade. Sei nem se essa palavra existe. Diz o Word que não. Mas eu não confio nele. E isso é normal. Como o amor. Um amor-ridículo. Um amor-ridículo só existe quando não se ama. Não amar parece um insulto. Um insulto ao sentimento ridículo. Hehehe. Eu sou ridícula. Não sou um amor. Sou apenas ridícula. Eu gosto de ser ridícula. Me faz rir de mim mesma. Eu sei que me contradigo. Eu não queria ser assim. Mas sou. E nem me importo tanto. E não se importar tanto, não significa não se importar. Significa apenas ser assim".

7 comentários:

Helder Júnior disse...

Já elogiei pelo MSN, mas tá valendo um repeteco: texto de gente grande!

Walquíria Raizer disse...

lindo.
queria ter escrito esse texto. do mesmo jeito que queria ter tido a idéia de pintar os ipês de amarelo. tão bonitos assim.

gi, não me canso de dizer o quanto admiro o seu texto, o quanto tem uma escrita bonita.

esse texto do insulto ao amor- ridiculo é muito bom. uma beleza.

ah,
sou uma criatura ridicula...
que adora ter amigas ridiculas pra não se sentir tão só nesse mundo ridiculo rsrsrsrs

beijo, beijo

Menina de óculos disse...

Giiiiiiiiiiii

Teu texto é muito lindo!!!! Adoro sua forma de escrever...mas um motivo pra querer um autógrafo seu...rsrsr

beijossss

Sugestivel disse...

Esse texto tá sonoro, sabia?
Dá vontade de cantar...
Você me acompanha?

Beijos, Gi!

Janaína Marszalek disse...

Lindo!!
Só tinha ouvido falar dos seus textos mais ainda não tinha lido e agora sou fã.
Beijinhos

Janaína Marszalek disse...

Lindo!!
Só tinha ouvido falar dos seus textos mais ainda não tinha lido e agora sou fã.
Beijinhos

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado